quarta-feira, 25 de agosto de 2010

im back

por onde comecar?
quando eu tinha 16 anos eu fui em uma cartomante. essas bem fundo de quintal, assustadoras e vesga (nao faz parte do pacote, mas essa era), que te cobram 10 reais por consulta e te inventam tudo o que podem. entre muitas muitas mentiras que ela disse e eu, descrente como sempre, nao acreditei, foi de que um dia eu viajaria muito, a trabalho ou lazer, coisa que ela ainda tinha duvidas. disse que eu veria imagens de tirar o folego e iria para lugares sequer poderia imaginar. coincidencia ou nao, aconteceu. vicei nisso aos 20 e bastou a primeira viagem para comecar a enxergar o mundo pequeno demais pra mim. as ferias foram cabulosamente incriveis. londres, que eu nao esperava nada, me surpreendeu. madri, madri é linda, mas foi em segovia que eu perdi o folego, talvez tenha sido o pacote, nao sei, mas la eu agradeci por ter tomado essa decisao maluca de ser au pair, ganhar mal e viver na casa dos outros. espero encontrar mais lugares assim.

5 meses ja se passaram, nem acredito. sei que sempre digo isso, mas sempre me parece que foi ontem que cheguei... e tantas vezes parece que faz tanto tempo. ja nao consigo me lembrar mais do cheiro da minha casa, dos detalhes do meu quarto e coisas simples do dia a dia. é meio estranho. eu sinto tanta, tanta, tanta saudade que parece que nao vai caber mais dentro de mim. mas eu to bem feliz, sabe? nao precisa se preocupar. alem das pessoas, eu nao tenho muito do que sentir falta ai no brasil, eu so nao achei que isso pudesse incomodar tanto. se eu pudesse voltar agora? ah, nao sei. nao me atente! mas sei que se o fizesse, me arrependeria. por isso, brasil, se é para o bem de todos e para felicidade.... digo, eu vou ficando e ficando, vendo ate onde isso vai dar.

acho que nao sou mais a mesma.
um beijo pra minha mae, pro meu pai e para todos os meus amiguinhos.
ahh, como eu amo voces!!!

2 comentários:

Simone disse...

Olha eu pensava da mesma forma, mas foi voltando e agora quando eu penso em voltar pra Europa dá um aperto no peito, eu me sinto tão feliz de volta em casa, que começo a repensar os meus planos futuros. Eu gostava de toda a parte "besides" o au pair, eu odiava morar na casa dos outros, de trabalhar com crianças, de limpar a casa pra familia. Dai fui na av. paulista essa semana na hora do almoço e bateu uma saudade de estar ali de novo, vendo loja na hora do almoço, tomando sorvete e fofocando com as colegas de trabalho, combinando um happy hour com cervejinha e provolone a milanesa, vendo que o pessoal continua na segunda faculdade, na pós, no mestrando, comprando seu ap, e eu fiquei fazendo algo que odiava... complicado, maior mix de sentimentos, nem seu sabia o quanto ia ser feliz de estar de volta ao Brasil. Agora o medo é a re-adaptção na Holanda. situação complicada.

beijao

Anônimo disse...

Angel,

Eu te amo tantoooooooooo... perto, longe... o que me importa é saber que você está bem e feliz!!!

beijos,

Postar um comentário

.